domingo, 28 de abril de 2013

Ventos trouxeram a tempestade... que fez cair o raio, queimar cada pétala da flor. Era uma margarida. Campo vazio ficou. O aguaceiro molhou o solo. O sol, lentamente, reapareceu. Fez germinar outra semente. O campo não estava, de fato, solitário. Surgiu um botão que, regado pela chuva, cresceu formosamente. Veio a brisa leve. Levou toda a dor. Foi-se tudo o que era ruim. Nasceu um girassol, sempre voltado para a luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário